Monday, January 09, 2012

Parar. Pensar. Perceber.

Um dia destes ainda perdemos a capacidade de escrever, da mesma maneira que partes do cérebro morrem devido à falta de exercício.

As conversas também já cessaram e escasseiam-se as letras e palavras em todo o lado.

Estupidificamos, não apenas pela falta de interesse em aprender coisas novas e conhecer os mundos das várias pessoas, mas também porque nos apercebemos que no cômputo da vida humana - devido à sua mortalidade e a tantas atrocidades que ela testemunha - as coisas e as pessoas não interessam nada, nem valem nada, senão enquanto estamos a viver o caminho para nos encontrarmos com a nossa insignificância.

Com a idade, aumenta o conformismo e sentimos saudades de sermos rebeldes, mesmo já tendo percebido que ser revolucionário conseguia ser bastante extenuante e em vão.
Post a Comment