Tuesday, December 27, 2016

Conheço o começo que cometo: luz, maresia e poesia.
Retrato o que reparo no relato: rosto, cabelo e fantasia.

Qualquer dia acabo o desenho que iniciei.

Sunday, December 11, 2016

in construction

Estou completamente destruído e, com estes simultâneos e constantes vazio e peso alojados no peito, sinto que arrancaram tudo de mim brutalmente, como se uma retroescavadora me atacasse, unhando-me da boca aos joelhos. E viesse ainda um bulldozer com um cilindro demolidor e me chutasse para acabar no chão onde o rolo compressor me esmaga os restantes ossos e me funde com a podridão do alcatrão morno.

Friday, December 02, 2016

O SPA da Mente

Na solitude da mente conseguia espraiar-me e pôr Chopin a tocar - os Nocturnos, claro - e acendia uma vela, sim, pode ser uma "The Greatest Candle in the World" de cassis ou de figo...

Thursday, December 01, 2016

"Os poetas não morrem"

"Os poetas não morrem", oiço alguém dizer com veemência. Mas não o exclamou, não. A mim só me ocorreu que os poetas morrem aos poucos, a uma velocidade tão lenta que ninguém dá por ela. E quando dão, já é tarde demais.