Wednesday, June 21, 2017

Gostava que fosses eterno 
e que o teu infinito cobrisse a Terra
como um manto de propagação da tua arte
Gostava que o teu cérebro te permitisse o sentir e o expressar livremente 
e que eu, em vez, me tivesse demorado mais no teu abraço e no teu toque 
e nunca largasse a extensão da palma da tua mão.
Gostava que o teu sorriso perdurasse para sempre e a verdade da felicidade te fosse alcançável.


Desejos egoístas?
O poema tão belo que não se pode perder
Até onde se vai por ele? 
O que se sacrifica para tê-lo?
O sono? O amor? A vida? 

Ninguém sabe o dia de amanhã...

Para a Andreia

Cílios que dormitam e em REM se arrepiam, 
Cabelos longos escuros que ensaiam danças
Ela anda pelas ruas que trilha
Como mapas de tesouros para crianças 
E no seu sorriso cabe mais doçura do que num pote de mel
Conhecê-la seria sempre aventura
Se o destino não fosse cruel
Mas nada importa quando se está ao lado dela

Pois é uma bela guerreira que torna a vida amarela :) 

Wednesday, June 07, 2017

Separa as pálpebras
Aparta-as como se fossem cortinas do universo
Esses véus para revelar o cosmos
Separa o carvão do diamante
O breu do brilho
A espuma e a água
O mar nos teus olhos
Como se Moisés voltasse à terra
E se regressasse às origens da luz e da escuridão
É tudo teu.

Friday, June 02, 2017

Chavão, à Pessoa

Não é coca-cola, é síndrome de abandono:
Primeiro, encontra-se, depois abandona-se.
A Liberdade é o sonho que o Homem tem de um dia voar.