Wednesday, June 07, 2017

Separa as pálpebras
Aparta-as como se fossem cortinas do universo
Esses véus para revelar o cosmos
Separa o carvão do diamante
O breu do brilho
A espuma e a água
O mar nos teus olhos
Como se Moisés voltasse à terra
E se regressasse às origens da luz e da escuridão
É tudo teu.

Post a Comment