Friday, April 13, 2012

Cinematografia Portuguesa

Woody Allen tenta simular "a vida é bela" nos países mediterrânicos; passa por Espanha, França, Itália, sempre em ambientes ligeiros, de romantismo efémero, alumiados pelo calor do Sul.

Mas não passa por Portugal. Não, Portugal merece mais, mais do que ele pode dar.
Portugal é maior, de tonalidades profusas e oblíquas, com a intensidade de Byron e a magia de Wenders.

A sua atmosfera, ora bucólica, ora frenética; as esparsas cores da sua terra e do seu mar, atraem os olhares como as sereias com os seus cantares e fazem de Portugal um país encantado.

Mergulhado na neblina de outrora e atravessada por raios de luz intensa, modernista, Portugal é o país  de onde partiu Camões para o exotismo das Índias e para onde retornaram os filhos dessa eterna órfã mãe.
Post a Comment