Tuesday, August 14, 2012

O som do Amor a partir-se

Visitámos o mel dos lugares paradisíacos e logo depois descemos aos infernos do sofrimento terreno.

O Amor que foi o certo do certo e o errado do errado, tudo mais e nada.

Já alguma vez ouviste o som do Amor a partir-se?
Com o peso das desilusões, de repente, ele se partiu. Inesperadamente.

Mas os cacos estão lá, como fósseis recentes, pó de estrelas cadentes, que agora não se erguem mais.

Incrivelmente, depois de tudo, ainda sinto falta do que tive de bom contigo. Infelizmente, apenas restam vestígios e reminiscências dolorosas que eu tento imediato afastar.

Estará sempre tudo bem, porque tem estado sempre tudo mal, por isso não faz mal... é só um coração despedaçado.
Post a Comment