Saturday, July 01, 2017

Habitas a minha insónia como um inquilino permanente 
E na escuridão da noite és tu quem trazes a aurora a pouco e pouco
E a vertes sobre mim em sorrisos que nunca existiram antes de nós os dois 
Das janelas das nossas mentes vemos os vôos infinitos dos nossos sonhos 
E por instantes tudo é mais belo do que o mundo
As nossas mãos unem-se tão completamente que parecemos gémeos siameses no bater do coração sincronizado 
E a vida torna-se uma possibilidade pela primeira vez
... 

Entretanto desperto do sonho.
Post a Comment