Friday, March 05, 2010

Por causa de uma Criança

Tenho medo de que cresças sem que eu te acompanhe e, mais ainda, de me esqueças, porque é isso o que já aconteceu.
Não te lembrarás dos primeiros livros que tiveste e que eu te dei, nem das outras prendas que te enviei sem saber se chegariam até ti.
As vezes em que te ensinei as cores e a dizer yee-haw sempre que atravessávamos por lombas nas viagens de carro, agora invisíveis.
Não te vais lembrar de mim, dos meus cuidados e afagos para contigo, as vezes em que te embalei, te protegi do frio e tu ficavas a olhar para mim fascinado com o meu cabelo.
A vida continuava complicada, mas a felicidade nunca foi mais simples.
Momentos de um entendimento e de uma doçura ímpares. Eu vou guardá-los e se a memória não me atraiçoar, saberemos que eles existiram, que não foram apenas fruto da minha imaginação e que o nosso Amor também foi de verdade.
Post a Comment