Friday, July 31, 2009

Não quero...

Não quero viajar num sonho que não tenho

Não quero sonhar numa realidade impossível

Não quero vaguear numa viagem que não é minha

Não quero sonhar uma ilusão que é distante

Não quero ser filha da noite em tempestade

Não quero mover areias que são saudades

Não quero recordar o que me roubou a liberdade

Não quero deambular num sítio desconhecido

Não quero afastar-me da luz das águas poetisas

Não quero sofrer numa terra que não é minha

Não quero amargurar numa ceia que é farta

Não quero chorar incessantemente ao luar

Não quero nada, não quero nada...

Nada, simplesmente nada quero...
Post a Comment