Wednesday, November 23, 2011

Entardece e cresce o desejo de que os últimos raios de luz sejam como os teus braços, que dolorosamente me abandonem o corpo, com a mágoa de quem nunca se quis despedir.

Post a Comment