Sunday, May 14, 2017

"No one knows"

Os teus passos que eu oiço não têm mais rosto
E os meus olhos já não têm mais cara

"Depois dá notícias" é o breve,
quase sussurrado, apelo na despedida,
e que muitas vezes encontra a resposta em
"Depois combinamos",
com símile vacuidade de resultados.

"Mande notícias do outro lado do mundo, diz quem fica",
volta e meia dança nostalgicamente no pensamento.

Não vejo mais nada senão tudo o que há no mundo
que não és tu,
mas o mundo inteiro cabe em ti,
com todos os seus detalhes,
e por isso encontro-te sempre que te perco.

Sentimos "Everytime we say goodbye I die a little"
numa década como todas aquelas décadas em que o verdadeiro amor era clamado
e de tantas vezes morrer, como fénix, foi ficando imortalizado.


Post a Comment